ADOÇÃO, sob meu ponto de vista (RC)




Imagem: DAQUI

ADOÇÃO, sob meu ponto de vista:

A ADOÇÃO e’ (ou deveria ser) um ato de amor tão natural quanto o de gerar um filho.

Em ambos os casos o “motivo” pelo qual muitas pessoas os tem (filhos adotivos ou paridos) e’ que o cerne da questão e sua própria “critica”.


Senão vejamos:


Por que se decide ter um filho? Porque você o deseja por simplesmente amar o objeto de um amor que ainda nem brotou... ou você...

- “precisa” cumprir o ritual social de casar e ter filhos, ou se não “conseguiu” casar, “ao menos” conseguir ter um filho!

- quer “segurar o homem/marido”?

- quer mostrar-se “potente”?

- quer deixar descendentes herdeiros?

- desconto no Imposto de Renda? Benefícios fiscais, bolsas-auxilio, e afins?


E por que se decide adotar um filho? Porque você o deseja por simplesmente amar o objeto de um amor que ja’ brotou... ou você...

- quer se mostrar “moderno” como os “famosos”?

- não quer “estragar o corpo”?

- ja' gastou todas as suas economias (vendeu carro, casa, etc) tentando engravidar por inseminação artificial e afins e não conseguiu?***

- e por todos os motivos acima destacados na questão “ter um filho”?


Mas quando se adota, por que tanto medo – sim, esse medo ainda existe - quando o assunto e’ assumir publicamente uma adoção (excetuando o caso de “parecer moderno como os famosos”)?

- rejeição social?

- rejeição filial?

- um dia “ele vai descobrir” e vai te culpar? Ou pior: vai querer descobrir seus pais “verdadeiros” e vai te deixar e correr para os braços da “genitora” caso seja possível encontra'-la?

- ao adotar você “assina um documento” comprovando sua “incapacidade” de procriar? Ou sua “vaidade com o corpo”?


E quando algo “da’ errado” na adoção educação? Todas as escusas são possíveis?

Explico:

- quando um filho parido e’ grosseiro, tem mal caráter (a gente ja’ nasce com ele, não nasce?), ou e’ feio, por exemplo, socialmente, costuma-se logo “justificar” o fato com “ah! Ele não tem culpa de ser assim... ele puxou o avo! Ou o bisavô! Nos não somos assim! Ah! Nos, os pais? Não!”

- mas se o filho adotivo e’ rebelde ou revoltado, ou tem as mesmas características dantes citadas... "Ah! Ele e’ assim porque “descobriu” sobre a adoção! Ou porque provavelmente a mãe que o pariu ou o pai que o abandonou eram viciados-bêbados, ou criminosos fugidos da policia!", “Ninguem e’ desse jeito na Família... ele e’ assim porque a gente não conhece o DNA dele” (no filho “parido”... os defeitos desaparecem... todo mundo fica caladinho...)!


A Mídia também não ajuda. Quando acontece algum crime escandaloso, alguma barbárie como no caso do assassino psicopata de Realengo, que saiu atirando em criancinhas, vem logo a Manchete Jornalistica: “Fulano, filho adotivo, atira em criancinhas...” ou “A Família adotiva não quer falar sobre o assunto...”.

Mas e aqueles tantos outros monstros que sequelam seu pares, quando matam, esquartejam, etc? E a centena de casos Richthofen que nem vem a tona porque não envolvem Grandes Fortunas, e Bairros Finos da Capital Paulista? Filhos “de sangue”... de sangue derramado...

NINGUÉM VEIO AO MUNDO A TOA E NINGUÉM O DEIXA TAMBÉM SEM UM MOTIVO.

Minha explicação para a adoção e’: a mãe biológica foi o envolucro necessário para trazer “aquele exato ser humano” a esta Terra, da maneira que foi, exatamente como foi. E a mãe adotiva precisava também passar por aquele Processo, DAR A LUZ (literalmente) “A” ALGUÉM, e aceita’-lo como seu, ainda que pudesse não ser seu, ou que alguém pudesse imaginar que algum dia não o tivesse sido, desde o começo.

O Cosmos sabe o que faz.

E tenha sido por motivo nobre, generoso, amoroso, caridoso ou pobre, mesquinho, interesseiro ou torpe, UM TINHA QUE SER DO OUTRO e ponto.


Termino, pois, com o que me contou a amiga Adriana: “meu irmão adotivo e’ a minha cara!”. CLARO! E PODIA SER DIFERENTE?

Beijos cheios de amor a todos que conseguiram chegar ate’ aqui (sem fazer “leitura dinamica”, espero), agradeço sinceramente, pois sei que o POST ficou longo demais. Mas não conseguiria fazê-lo de outra forma...

(RC)

* Antes que algum desavisado não entenda leia o POST, sou 100% A FAVOR DA ADOCAO, como ato pleno de AMOR.

** Este POST e' uma homenagem a todas as mães, de filhos paridos e adotivos.

*** Muita gente (especialmente expatriados que não acompanham a Mídia Brasileira) não esta' sabendo do caso alarmante do "Dr." Roger Abdelmassih, foragido da policia, condenado a 278 anos de prisão pelos abusos e estupros sistemáticos de dezenas de pacientes. Ele era considerado o mais renomado especialista em reprodução humana do Brasil e subiu ao banco dos réus em 2008. Agora, a REVISTA ÉPOCA publica uma matéria especial (LEIA AQUI) onde destaca: "Pais descobriram que os bebês concebidos com a ajuda de Roger Abdelmassih não eram seus filhos biológicos".

E eu pergunto: "E ai Jose'?"

ADITADO: Vejam esta CARTILHA DA ADOCAO, ON LINE.

A VIDA DE IMIGRANTES NO EXTERIOR, por BLOG "VIVER NOS EUA" - LEITURA PRIMORDIAL

ADOREI  O  TEXTO DO BLOG  "VIVER NOS EUA", INTITULADO "A VIDA DE IMIGRANTES NO EXTERIOR. CLIQUE  AQUI O'  E CONFIRA  O  TEXTO COMPLETO!
(RC)

ELEICOES MUNICIPAIS NO BRASIL - 2016 - ELEITORES FORA DO BRASIL, via email do Itamaraty-Huston



Ao contrário das eleições presidenciais, os consulados do Brasil no exterior NÃO organizam eleições municipais ou estaduais nem recebem justificativas eleitorais sobre esses pleitos.

Assim, os brasileiros com títulos com domicílio eleitoral no exterior NÃO votam no pleito do próximo final de semana (Domingo, dia 02 de outubro), nem no segundo turno, previsto para 30 de outubro de 2016.

Mais informações por meio do link abaixo:
http://www.tse.jus.br/eleitor/eleitor-no-exterior
SAIBA MAIS

Eleitores que se encontram no exterior, com domicílio eleitoral no Brasil, devem seguir as instruções da Justiça Eleitoral, no site:
http://www.tse.jus.br/eleitor/servicos/justificativa-eleitoral/justificativa-eleitoral

---------------------------------------------------------------------------------FONTE: 
http://houston.itamaraty.gov.br
 

Nunca Obrigue Seus Filhos A Dar Beijos E Abraços Em Parentes - via Fas da Psicanalise

Ensino meus filhos a serem ATENCIOSOS e EDUCADOS. Beijar e abracar também concordo que e' um ato intimo, um ato de vontade própria. Nos, brasileiros, passionais as ultimas instancias... sempre saímos "beijando e abracando" todo mundo, inclusive pessoas que nem conhecemos! Ai no Brasil, uma vendedora da loja onde comprei uma blusinha na ultima semana (que nunca tinha visto antes) me entregou a sacola na porta da loja com dois beijinhos! Ui! Não e' mesmo um exagero? Aqui (ja' havia aprendido a licão nos idos da Tailândia) eu estendo a mão, com o braco bem esticado (risos) para cumprimentar alguém que não conheço ou não tenho "sentimentos"... mesmo que sejam brasileiros...

Falo isto porque acabo de ler uma Matéria publicada no Facebook. Alias, você ja' me segue por la'? E' so' clicar AQUI O'!

Bem, a Matéria a que me refiro e' essa daqui o':


Nunca Obrigue Seus Filhos A Dar Beijos E Abraços Em Parentes


"Assim que começamos a viajar de férias, principalmente nessas épocas de festas, nos deparamos com a seguinte situação:iniciamos as visitas aos avós, tios, primos, pessoas que são queridas da nossa família mas não necessariamente do convívio rotineiro dos nossos pequenos e os parentes geralmente esperam ser recepcionados com muitos beijos e abraços das crianças, não é mesmo?
Infelizmente, nem sempre cenas de reencontro de filmes acontecem nessas horas e confesso que me sinto despreparada às vezes para lidar com as expectativas ansiosas dos parentes e amigos versus o tempo de minha filha se ambientar…
Para lidar com situações como essas, muitas mamães acabam por obrigar a pequena criança a dar um beijo e abraço no parente, mesmo sendo contra a vontade dela. Eu mesma já falei: “ah Clara, dá um beijinho na sua tia!”.
Mas devemos ter esse tipo de comportamento? Que mensagem estamos passando para nossos filhos obrigando-os a ter contato corporal sem a vontade deles?"
CONTINUE A LER A MATÉRIA NA PAGINA ORIGINAL, CLICANDO AQUI O'!
Meu forte abraco!
(RC)

Direitos Trabalhistas nos Estados Unidos. Orientacao a Comunidade Brasileira - via Consulado do Brasil em Huston‏


Você sabe quais são os seus direitos trabalhistas? Você sabe que tem direitos trabalhistas mesmo não tendo documentos?
De acordo com as leis dos Estados Unidos, toda pessoa que realize um trabalho em território norte americano está protegida pela legislação trabalhista. Todos os trabalhadores têm direito a um salário justo, condições de trabalho saudáveis e seguras e não ser objeto de abusos, discriminação ou assédio no local de trabalho.
As leis trabalhistas dos Estados Unidos se aplicam a qualquer
trabalhador, independente de sua condição ou status imigratório. Se você não tem documentos e enfrenta um problema no seu local de trabalho, não hesite em pedir ajuda para resolver seu problema.
Como empregado você tem direito:
-A receber o salário acordado a tempo e em totalidade. Obs: O salário mínimo atualmente é de $ 7.25 dólares por hora.
-Depois das primeiras 40 horas de trabalho semanais, as horas seguintes devem ser pagas como horas extras.
-A chegar a um acordo razoável pelos seus dias de descanso, horários de refeição e incapacidades em razão de problemas de saúde.
-Ter condições de trabalho seguras e saudáveis.   
Leve também em conta as seguintes informações:
-Antes de começar o trabalho ou serviço, converse com o seu
empregador sobre qual será a atividade desempenhada, o seu salário e o horário de trabalho.
-Não é obrigatório, mas é recomendável, ter um contrato de
trabalho por escrito. Nunca aceite algo que não tenha entendido direito.
-Como regra gera, o patrão pode despedir seus empregados a qualquer momento sem estar obrigado a pagar indenização alguma, exceto quando se comprova algum caso de discriminação ou represália.
-Um empregador não pode demitir , assediar ou discriminar um trabalhador acidentado no trabalho ou se recusar a permitir sua volta ao trabalho.
-Em caso de violação das leis trabalhistas, você tem dois anos para prestar queixa.
-É uma violação das leis trabalhistas fazer deduções salariais
para compra de equipamentos ou de ferramentas.
-Se o empregador viola os seus direitos, você pode apresentar uma queixa ao Departamento do Trabalho (www.dol.gov) ou iniciar um processo num tribunal."

CURIOSIDADES DE QUEM VIVE NOS EUA - MATERIAL ESCOLAR (RC)

O Ano Escolar aqui nos Estados Unidos começa em Agosto, de um modo geral. Quando as crianças saem do  Ensino Fundamental (Elementary) e vão para o Ensino Médio (Middle School) e' como se elas tivessem um "plus" na Vida delas! 
Uma coisa bem especial na NOVA VIDA ESCOLAR delas, quando deixam o 5o. Ano e passam para o 6o. Ano e' o fato de passam a possuir um LOCKER (um armário com chave segredo) onde devem deixar seu Material Escolar e ir "pegando conforme a necessidade". 

No 6o. Ano em diante, eles ja' tem um "esquema" de salas de aula parecido com o das Faculdades no Brasil, onde os Professores, de um modo geral, ficam fixos nas suas salas, e são os alunos que vão mudando de sala em sala de acordo com sua Grade de Aulas!

Mas o "mais legal" para essa Turminha que esta' começando o  Middle School aqui e'...DECORAR O SEU LOCKER!!! As lojas ficam cheias de opcoes, enfeites magnéticos (so'  se pode usar  magnetos, nada de tapes ou adesivos), paninhos, etc!

Embora seja o GRANDE MOMENTO DAS MENINAS, os meninos também não ficam de fora. Bem verdade que com menos "apetrechos", eles costumam enfeitar seus Lockers  com símbolos e imagens de  seus times de Futebol ou baseball preferidos.

Legal, ne'?
Bem... eu adoro...!!!
(RC)




Olha so' o que voce pode encontrar nas prateleiras das Lojas!






IMAGENS: ARQUIVO PESSOAL



"Não permita que tua língua adiante teu pensamento!"
Autor Desconhecido
‎"Fuja do elogio, mas tente merecê-lo"
François Fénelon