LACOS DESFEITOS, NAO SAO NOS DESATADOS (RC)

Imagem: Google

INÚMEROS FILMES TRATAM DESSE ASSUNTO. EU JA’ VIVI “NA PELE” ALGUMAS SITUACOES DESSAS. E NÃO SEI PORQUE ISSO TEIMA A SE REPETIR COMIGO.

Não sei se posso me fazer entender ou não.

Não se trata de cisma ou caduquice de uma senhorinha de 42 anos.

E’ (infelizmente) a maturidade que nos ajuda a enxergar certas coisas que aos 32 não se vê. (felizmente, ate’).

A primeira vez que isso me aconteceu de maneira mais evidente foi quando eu (pensei) estreitava amizade com uma nova vizinha, que parecia ter muita coisa em comum comigo. Nos nos gostávamos. Mas eu estava esperando um apartamento em contrucao que havíamos comprado ficar pronto para mudar logo daquele prédio. Então, um dia, quando entramos juntas no elevador ela me disse: “gosto de você, mas não quero me apegar a você, porque você esta’ indo embora.”. Aquilo verdadeiramente me chocou. Como assim? Ela gostava de mim mas não queria “apegar-se” pois eu estava “indo”??? E estava indo apenas para o bairro ao lado!!!!

Quando conheci meu marido - e desde o primeiro encontro eu sabia (nos sabíamos) que era “para casar” – ele também tentou me provocar desistência: “sou muito mais velho que você; não sei se vai dar certo... como estarei daqui a dez anos? Não gosto de loira.” Essa foi forte: como assim??? Eu sempre fui L-O-I-R-A.

Em ambos os casos eu insisti. No primeiro, depois vi que realmente “ela” tinha razão: não devia se apegar. Mas não porque eu ia “mudar” mas porque o pouco tempo que transcorreu ate’ eu mudar “ela se revelou” e revelou-se em algo que não estava nem de longe, perto do que eu esperava de uma Amiga (com letra maiúscula).

AGORA VENHO EXPERIMENTAR MAIS UMA. ALIAS, MAIS UMAS. Que envolve a VIDA DA EXPATRIADA: chega-se num Pais, faz-se amizades e Amizades. Uns ja’ estavam e vão embora primeiro, seja de volta as origens, seja em novas empreitadas pelo Mundo afora.

E quando você GOSTA, E SE APEGA, e a pessoa se vai (e não e’ para o bairro ao lado) fica-se com o VAZIO, A “SINDROME DO NINHO VAZIO” (como e’ chamado o sentimento de muitas mães, quando os filhos casam ou saem para estudar e a casa, então cheia de sons, se emudece...). E ai vem a pergunta inevitável: POR QUE? PARA QUE? Teria sido melhor nao "apegar-se"...

Eu, particularmente, não vivo desse jeito. Isso e’ uma “escolha”, acredito eu. Vivo intensamente meus amores e minha Amizade franca e verdadeira. Se os Amigos se vão... ficam dentro de nos. Se la’ não permenecem, nunca estiveram então.

Mas hoje vejo que muitos partem sem querer dizer ADEUS (isso ja’ aconteceu com dois dos melhores amigos da minha filha do meio; ela, entendeu – eu acho. Eu, não).


E’ como se, fazendo assim, fosse possivel impedir algum tipo de sofrimento, evitar a dor da perda.

Pois eu te digo: a dor da perda e’ infinitamente menor do que a dor da DECEPÇÃO e da DUVIDA deixada por uma atitude dessas: éramos mesmo amigas?

O POST ficou grande, mas se eu não desabafasse acho que ia explodir.
Beijo a todos!
(RC)

Protected by Copyscape Duplicate Content Software ESTE POST contem o marcador "(RC)", e é de autoria e responsabilidade desta "ESPOSA EXPATRIADA", e tem seus direitos legais reservados.

7 comentários

  1. Isso é medo de viver!
    Quem garante que se vocês ainda morassem próximas seriam amigas para sempre? A minha melhor amiga mora no Brasil e nos falamos toda a semana, até mais do que quando eu estava lá. A distância é algo relativo e morar longe daqueles que amamos pode até aumentar a saudade e a vontade de vê-los. Que bom que você não partilha da mesma opinião dessa sua amiga; aliás, a internet é a melhor prova de que existem amizades à distância.
    Quanto ao comentário lá no blog, fico feliz de que você não se sinta como eu, as pessoas são diferentes e interpretam a mesma situação de formas que podem ser até opostas. Talvez eu não estivesse preparada para tanta mudança, ou talvez se tivesse um marido brasileiro ou mais contato com brasileiros e coisas do Brasil não sentisse tanto, não sei, mas a verdade é que não estou infeliz, mas não completamente feliz, falta algo, como descrevi no post. Acho que esse algo é a minha família, sou muito apegada a ela e viver longe me faz sofrer imensamente.
    Agradeço o seu imenso carinho lá no blog e aproveito para dizer que lhe acho muito inteligente, determinada e bem-humorada, tudo o que procuro em uma amiga!
    Beijo no coração
    Adri

    ResponderExcluir
  2. Vc tem razao. Mas eh inevitavel a gente ir por ai... Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Adri! Respondi assim-assim, ainda amuada... mas obrigada pela maneira com me ve: sou assim mesmo! Sabe? E o que eu digo: qto mais cedo fazemos novos amigos, temos velhos amigos!

    Mil bjs, amiga!

    ResponderExcluir
  4. Renata, você é amorosa, se apega, se entrega.
    A gente sofre por ser assim.
    Mas entenda que quem a ama e a admira realmente nunca vai se afastar de você. A distância física pouco importa.
    Para suas crianças, vivendo fora do país de origem, pode ser que se acostumem mais facilmente, pode ser que convivam com mais crianças na situação deles, de acompanharem os pais para onde o emprego os levar.
    Não esquenta muito com isso, viva o momento, mas esteja sempre aberta.
    O ser humano é muito esquisito, no geral, então o melhor é "desencanar" e seguir sua vida.
    (sou muito igual a você. Sinto-me desprezada, circunstancialmente, e nem me dou conta de que, muitas vezes, a outra pessoa nem era tão interessante assim...rsrsr).
    Os amigos verdadeiros nunca sairão de sua vida, morem onde morarem.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Lucia e Adri, certamente vcs ja me conhecem! Thanks!
    Existe um livro do Richard back que chama "Longe é um lugar que nao existe". E la ele pergunta"pode a distancia nos separar de quem amamaos? Se amamos, ja nao estamos la?".
    Mil bjs queridas amigas!

    ResponderExcluir

  6. *Renata, te digo com toda FRANQUEZA : depois que o meu pai faleceu; depois da

    minha separação conjugal e depois que a minha filha mudou de cidade e de Estado

    para estudar numa universidade federal ... depois disso tudo ... TENHO MEDO de

    me apegar nas pessoas e faço por onde isso NÃO ACONTECER mais !!! (*Sofri demais

    com os fatos que me ocorreram !!! *Meu Deus !!! O.O ).

    *Renata, falando sobre AMIGOS ... olha, está na bíblia , Jesus disse

    que quem tem UM amigo tem um tesouro !!! *Renata, acredite, o Mestre sabía muito

    bem do que afirmava !!! :))

    ResponderExcluir

"Não permita que tua língua adiante teu pensamento!"
Autor Desconhecido
‎"Fuja do elogio, mas tente merecê-lo"
François Fénelon